Aeroporto Internacional de Florianópolis – Hercílio Luz

A história do Aeroporto Internacional de Florianópolis – Hercílio Luz retrata os primórdios da aviação na América do Sul.

Em 1922, a Ilha de Santa Catarina foi escolhida para abrigar as instalações do Sistema de Defesa Aérea do litoral do Brasil. No ano seguinte começaram as obras no campo da Ressacada, que abrigariam o Centro de Aviação Naval de Santa Catarina. À época, o céu era exclusividade dos hidroaviões.

Em 1927, o Centro de Aviação dispunha de uma pista de pouso para aeronaves terrestres e demais instalações de infraestrutura.

Pista compartilhada

O Ministério da Aeronáutica inaugurou em 1955 um terminal de passageiros sob administração do Departamento de Aviação Civil. Entre outras instalações, havia uma torre de controle de concreto armado, um pátio para aeronaves e a pista compartilhada com a Base Aérea de Florianópolis, que se mantém até os dias de hoje.

Em 1974, a INFRAERO recebeu a jurisdição do Aeroporto de Florianópolis. Nos anos seguintes foram inaugurados o terminal de cargas e novo terminal de passageiros. A pista principal 14-32, com 2.300 x 45 m², foi aberta ao tráfego público em 1978.

Na década de 80, foi realizada uma série de melhorias na infraestrutura aeroportuária em Florianópolis. O terminal de passageiros foi ampliado, ganhou vias de serviço e um novo pátio de manobras.

Em 1995, o Aeroporto de Florianópolis – Hercílio Luz foi elevado à categoria de internacional.


Associadas da ANCAB neste Aeroporto: