Notícias - ANCAB

Notícias Aeroportos

Clipping de 17/05/2016
 
O GLOBO
Galeão terá portões eletrônicos na área de embarque e na migração
Gustavo do Vale ocupará presidência do Banco do Brasil
Consultoria avalia em US$ 223 milhões garantia da Gol para bônus
Coluna Ancelmo Gois
Céu de Brigadeiro
O aeroporto de Búzios (RJ) reabre, dia 28, após quatro anos fechado.
 
FOLHA DE SÃO PAULO
Juiz bloqueia R$ 2,4 bi de acusados por falha em obra na pista de Congonhas
DE SÃO PAULO
A Justiça bloqueou os bens de sete pessoas e de uma empresa responsáveis por irregularidades em obras na pista de pouso e no pátio de aviões do aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.
Somados, os bens congelados totalizam R$ 2,43 bilhões.
Segundo o Ministério Público Federal, autor do pedido de bloqueio, a empresa Talude Comercial e Construtora recebeu recursos da Infraero (estatal responsável por Congonhas) sem concluir os serviços.
A empresa havia vencido licitação contratada pela Infraero. As obras ocorreram entre 2001 e 2002, com previsão de entrega para setembro de 2003.
O combinado era que a Talude recebesse R$ 5,4 milhões pela obra, mas, na prática, recebeu R$ 500 mil a mais –e uma avaliação constatou, segundo o Ministério Público Federal, que havia irregularidades na obra.
"A autorização dos repasses por serviços não concluídos ou realizados em desacordo com o contrato gerou prejuízos aos cofres públicos superiores a R$ 1,2 milhão, em valores atualizados", informou a Procuradoria.
O contrato foi encerrado em 2004; a pista apresentava índices de atritos inferiores aos adequados e acumulava água. Os problemas levaram a Infraero a fazer nova licitação para as obras na pista – o edital acabou cancelado pelo Tribunal de Contas da União por falhas que, segundo o órgão, comprometiam a concorrência.
ACIDENTE
As obras na pista foram retomadas apenas em maio de 2007, por meio de contratação emergencial do consórcio OAS/ Camargo Corrêa/ Galvão. A pista foi liberada sem passar por inspeção. Em 17 de julho, um Airbus A320 da TAM não conseguiu parar na pista a tempo e bateu na avenida Washington Luís, o que resultou na morte de 199 pessoas –o pior acidente com uma companhia aérea brasileira na história.
A investigação do acidente apontou relatos de problemas na pista, mas isso não foi determinante para a tragédia. A Aeronáutica concluiu que o avião acelerou em vez de frear –um dos reversores (dispositivo que ajuda a frear) estava inoperante. A falta de norma que proibisse pousos com reverso inoperante contribuiu para a tragédia, apontou a investigação.
Além da Talude e de seus representantes, são réus na ação cinco empregados da Infraero, incumbidos de gerenciar e inspecionar o cumprimento do contrato.
Procurada, a Infraero disse não ter sido notificada da ação do MPF e, portanto, não comenta o assunto. A reportagem não conseguiu contato com a construtora Talude.
Leia abaixo a íntegra da nota da Infraero:
A Infraero ainda não foi notificada a respeito da ação proposta pelo Ministério Público Federal e, portanto, não pode fazer comentários a respeito deste assunto.
Quanto ao fato das supostas irregularidades terem causado o acidente, a Infraero destaca que o relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apontou diversos fatores contribuintes para aquele lamentável fato e que é equivocado apontar a pista como responsável pelas "condições que levaram ao acidente com o Airbus A-320 da TAM em julho de 2007, no qual 199 pessoas morreram", conforme aponta o MPF.
Vale ressaltar que o sistema de pistas do Aeroporto de Congonhas é seguro, homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e que a Infraero acatou todas as recomendações do Cenipa no sentido de aprimorar a qualidade da segurança nas operações de pouso e decolagem.
 
O ESTADO DE SÃO PAULO
Justiça bloqueia bens de acusados por obra da pista de Congonhas onde morreram 199
 
G1
Chuva provoca infiltrações e goteiras no novo aeroporto de Goiânia; vídeo
 
CETV 1ª EDIÇÃO
Aeroporto do Cariri precisa de reforma na pista e ampliação no terminal de passageiros
 
JORNAL GLOBONEWS
Anac quer alterar regras em vigor nos transporte de passageiros
 
PANROTAS
Veja 6 aeroportos que transformam espera em diversão
App garante digitalizar todos processos aeroportuários
Gol inicia instalação de wi-fi em aeronaves; saiba mais
http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2016/05/gol-inicia-instalacao-de-wi-fi-em-aeronaves-saiba-mais_125782.html?lista
Ex-Delta é o novo diretor de Marketing da Gol
 
MERCADO E EVENTOS
Infraero registra queda de 14,9% em decolagens e pousos em abril ante 2015
American reorganiza frota e acelera aposentadoria de A330s, B767s e E190s
Tap lança campanha para converter milhas em estadias em Portugal e no Brasil
British Airways não terá mais voo diário entre Rio de Janeiro e Londres
Avianca fecha parceria com Médicos Sem Fronteiras para transporte de profissionais da ONG
 
JORNAL DE TURISMO
RIOgaleão passa por testes finais para abertura do Píer Sul
 

ico indique amigo

ico facebook

Clima em SP e Brasil

 

Conversor

Newsletter




Joomla Extensions powered by Joobi

Contatos

(11) 5090.1515
Av. Vereador José Diniz, 3.651 - 1º andar
Campo Belo/SP - Brasil
CEP: 04603-003
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.